00:35

O passado continua a assombrar. As memórias continuam cravadas. Os medos continuam encurralados por entre o meu peito como um labirinto sem saída. O ar dos pulmões continua a não fluir. As lágrimas continuam a correr até inundar o meu rosto. O pânico voltou e ameaça ficar. Toda a angústia que havia desaparecido regressou, como se nunca tivesse desaparecido, tendo apenas adormecido. Regressou para me testar novamente ou para acabar com a minha existência. 

Respiro. Tento acreditar que nada disto é verdade. Tento esquecer que alguma vez existiu. Tento voltar à paz que senti durante uns dias. E respiro. Mas parece querer permanecer..

You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

Like us on Facebook

Follow by Email